Rua Canadá, 458 - Bacacheri - Curitiba/PR
(41) 3253-7603
 
Serviços / Gerenciamento de Riscos
"Os riscos geram ameaças e oportunidades. Devemos estar preparados para antever e tomar decisões diante destes eventos".

De pequenas empresas até grandes corporações, a ferramenta do Gerenciamento de Riscos atua protegendo os objetivos do negócio e os interesses dos acionistas.

As organizações precisam ter recursos (cashflow, capital, contratos de transferência, etc.) para financiar perdas às quais estão expostas (esperadas, inesperadas ou catastróficas).

A análise de Riscos nos dá informações suficientes sobre o grau de exposição da empresa e pode, eventualmente, traçar as decisões que serão tomadas para a proteção e preservação dos negócios de uma corporação.
Passos para análise preliminar de Riscos Operacionais e grau de exposição do negócio.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Fases do processo

I) ESTABELECIMENTO DO CONTEXTO - Levantamento das ameaças, oportunidades e o ambiente de negócios da organização.

II) IDENTIFICAÇÃO DAS EXPOSIÇÕES A PERDAS - Envolve o reconhecimento dos possíveis eventos e fatores de risco que podem afetar o negócio e suas consequências.

III) AVALIAÇÃO DOS RISCOS – identificação do grau de impacto, severidade, probabilidades de ocorrência e seleção de estratégias para tratamento dos riscos.

IV) CONTROLE E MITIGAÇÃO DE RISCOS – Aplicação dos planos estratégicos e de contingenciamento. Estão incluídas a mitigação, transferência, a capacidade de absorção de riscos e adequação às exigências legais.

V) PLANO DE ADMINISTRAÇÃO E CONTROLE DE RISCOS – Implementação e ajustes de estratégias de controle e monitoramento contínuo de riscos.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O resultado da Análise de Riscos dá ao empresário um entendimento perfeito do grau de exposição aos riscos de seu negócio e possibilita traçar estratégias para implantação do Gerenciamento de Riscos.

Riscos analisados no contexto da organização:
- Eventos Acidentais (HAZARD)
- Eventos Operacionais (OPERATIONAL)
- Eventos Financeiros (FINANCIAL)
- Eventos Estratégicos (STRATEGIC)
- Eventos de Reputação (REPUTATION)
Com os riscos identificados e mensurados Os gestores poderão trabalhar os riscos a serem eliminados, mitigados, assumidos ou transferidos para seguradoras ou entidades financeiras.

Não resta dúvida que o material produzido em uma análise como esta fornece uma poderosa ferramenta para garantir os resultados esperados garantindo os interesses dos acionistas e stakeholders.
A Sektor Corretora tem em seu quadro, profissional com Certificação AIRM - “Alarys International Risk Manager”

A Associação Latino-Americana de Administradores de Riscos e Seguros (ALARYS) outorga um aval profissional no campo da administração de riscos (conhecido internacionalmente como “Risk Management”). Tal aval profissional é entregue em forma de certificação. Essa certificação tem o nome de “ALARYS International Risk Manager” e possui a sigla AIRM.
Riscos e oportunidades

A Sektor Corretora de Seguros trabalha a gestão de Riscos junto aos seus clientes e oferece consultoria externa para que as empresas reduzam sua exposição e possam estar alinhadas às práticas de mercado. As empresas que conhecem seus riscos aproveitam melhor suas oportunidades e destacam-se em seus segmentos.

O Gerenciamento de Riscos e suas aplicações fornecem as ferramentas adequadas para a implantação da ERM (Enterprise Risk Management). Este, um poderoso modelo de gestão baseado nos mais modernos conceitos de gerenciamento de riscos do negócio que agregam valor para os acionistas, funcionários, clientes, stakeholders e sociedade em geral.

As práticas de gerenciamento e a ERM adotam conceitos e sistemas apregoados pelas leis e práticas de gestão como:
Sarbanes – Oxley (práticas de gestão financeira e transparência), ISO 31.000 (chamada de ISO, mas deverá ser uma poderosa ferramenta de boas práticas), COSO (Committee of Sponsoring Organizations of the Treadway Commission), AS/ANZ 4360:2004 (modelo de gestão Neo Zelandesa e Australiana adotada mundialmente). Acordo da Basiléia (rege as regras em instituições financeiras como bancos e seguradoras) e outros.

As práticas de gestão podem ser utilizadas e apresentam bons resultados em pequenas, médias e grandes empresas. Em algum momento a empresa terá que adorar o Gerenciamento para se tornar mais competitiva.

 
© Copyright - 2017 | SEKTOR.com.br | Todos os direitos reservados.